Trabalho remoto: 6 formas de manter a produtividade

O trabalho remoto pode ser um desafio para a tua produtividade. Reunimos neste artigo as melhores formas de manteres o foco quando estás em home office.

Perder menos tempo no trânsito, ter mais tempo com a família, gastar menos dinheiro ou comer melhor. Estes são dos aspetos mais referidos no Remote Work Report 2020, quando perguntam aos colaboradores porque gostam de trabalhar em casa.

Escrevemos este artigo num momento em que o mundo está em estado de alerta. O surto de COVID-19, ou coronavírus, tomou proporções maiores do que poderíamos prever no início deste ano. 

Este é um artigo para partilhar boas práticas e formas inovadoras de tornar o trabalho remoto produtivo e focado – que hoje trazemos até ti.  

O remote work já era uma realidade na PHC Software, e já falámosaqui no blog, do impacto positivo que esta medida pode ter nos nossos colaboradores e nas empresas. Agora, trazemos-te algumas formas de melhorares a tua produtividade em trabalho remoto: 

1. Cool, but pro. 

Estar a trabalhar via casa significa, normalmente, mais conforto. Para quem é adepto deste modelo de trabalho, isto é um fator positivo: permite-te criar o teu próprio ambiente de trabalho e aproveitar melhor o tempo.

Não tens de acordar a contar com o tempo de chegada ao trabalho, não apanhas trânsito logo de manhã, nem precisas de vestir o teu melhor fato. No entanto, mais conforto não pode significar perda de profissionalismo e empenho.

Mantém uma rotina: define uma hora de acordar, toma banho e veste-te. Escolhe uma divisão específica para trabalhares e não tomes as tuas refeições enquanto trabalhas. Como diz frequentemente o nosso CEO, Ricardo Parreira: Cool, but pro.

2. Define um horário de trabalho – e lista as tuas tarefas.

Para os mais criativos, o horário é um ponto fulcral. Há quem produza muito bem no horário das 9h às 18h, e quem tenha picos de criatividade a partir das 22h. A gestão flexível do horário é um dos benefícios do trabalho remoto – mas este deve ser sempre articulado com os teus líderes de equipa.

Começa por listar as tuas tarefas, e priorizá-las. E articula essa lista com o teu líder direto, para garantir que está de acordo com as expectativas. E não tenhas receio de fazer deste um hábito diário. Só aumentará a produtividade da equipa.

3. Garante que estás sempre contactável. 

Estando no escritório, sabemos bem que se precisarem de nós vêm ter connosco ou nos convocam para reuniões. Estando em casa, essa articulação deve também ser possível – e, se não responderes, arriscaste a que pensem que não estás a trabalhar.

Sabendo bem as tuas tarefas, podes inclusive conseguir terminar o trabalho mais cedo. Porém, gerires o teu horário de trabalho não pode impossibilitar o trabalho da equipa. Mantêm-te disponível e contactável no horário de trabalho que combinaste seguir, disponível para responder a alguma perguntar que surja.

4. Lembra-te que pertences a uma equipa. 

Mesmo estando em casa, deves procurar estar atento às redes de comunicação interna ou plataformas de trabalho adotadas pela empresa, para saberes o que se passa na equipa e na empresa. Ninguém te vai dar um desconto por estares longe: esperam que estejas a par de tudo.

Sabendo que vais estar em remoto, facilita a articulação contigo: publica a tua agenda na ferramenta de trabalho que usem, e inclui, para além das tarefas, tempo que tenhas disponível para reunir ou em que horário vais consultar o teu email. Facilita a articulação dos outros contigo. Estás a trabalhar sozinho em casa, mas pertences a uma equipa. Mantém-te próximo dela. 

5. Aproveita os tempos mortos. E não tenhas medo de uma pausa controlada. 

Uma parte fantástica de estares em casa é que vão existir menos interrupções por parte da equipa, menos tempo perdido no corredor ou até na copa. Para além disso, entre reuniões ou enquanto esperas por um email, podes e deves otimizar o teu trabalho e o teu tempo. Sabes todas as tarefas que tinhas em atraso? Este é um momento fantástico para as pores em dia.

Por outro lado, estás em casa. Se tens de fazer uma pausa de 10 minutos, por teres um block de criatividade, podes ir arrumar a loiça da máquina – desde que te mantenhas atento ao relógio e ao telemóvel – coloca um alarme para não te descuidares com o tempo. Trabalhar em remote work vai ainda mostrar-te o quanto é possível aproveitar melhor o tempo. Não tenhas medo de usar o teu tempo o melhor possível.

Uma sugestão boa que encontrámos na nossa pesquisa: porque não colocar uma deskcycle debaixo da secretária, e fazer exercício enquanto respondes a emails? 

6. Vai mais além. 

Se seguires todas estas sugestões, vais ter tempo de sobra. O tempo que não perdes no trânsito, a ir e a regressar para o trabalho, pode ser usado para te desenvolveres pessoal e profissionalmente. Leres um livro ou assistires a um webinar, ver uma ted talk ou aprender uma língua.

Ao organizares o teu tempo, podes até conseguir encontrar tempos mortos no teu horário onde possas aprender novas skills, que te vão permitir ir mais longe. E sempre que tiveres questões, não tenhas receio de ver dicas de outros remote workers.

A melhor parte do trabalho remoto, é permitir a personalização. De horários, do teu work place ou até do teu calçado. Já foram divulgados diversos estudos, que indicam que os trabalhadores conseguem aumentar a sua produtividade até 13% quando fazem remote work.

Em breve, partilharemos contigo a experiência que estamos a viver agora na PHC Software.

E lembrem-se: business at home, business at usual.