Trabalho remoto: como adaptámos a PHC a #BusinessAtHome

Perante o surto de COVID-19, o foco foi a segurança de todos e continuidade da nossa atividade. Neste artigo, contamos-te como conseguimos coordenar mais de 200 colaboradores em remote work simultâneo.

De há uma semana para cá, milhares de pessoas por todo o mundo começaram a fazer teletrabalho por motivos de saúde. O surto de COVID-19 não está a deixar ninguém indiferente. Também na PHC Software tivemos de nos adaptar rapidamente a este cenário, para bem de colaboradores e parceiros.

Passámos então do nosso habitual Business at Speed para Business at Home. Sem esquecer nunca que, mesmo em casa, temos de nos manter business as usual.

Depois de te contarmos que começámos a ter remote work na PHC, e de te darmos algumas sugestões sobre como te podes tornar mais produtivo enquanto estás a trabalhar em casa, hoje trazemos-te o testemunhos da experiência dos nossos colaboradores, desde que estamos em isolamento voluntário.

Best experience @ Work Home?

Como transportar uma das melhores empresas para trabalhar em Portugal, e a nossa best experience at work, para uma realidade onde não conseguimos estar todo juntos no mesmo espaço físico? Será possível continuarmos com o mesmo espírito, o contacto e interação humana que faz parte do nosso dia-a-dia?

Agora, que estamos em casa, como mantemos vivo o nosso espírito de equipa e motivação? Mantemo-nos unidos.

Assumimos à partida que estamos num momento anormal, onde o stress e a angústia não podem tomar conta das nossas emoções. Sabemos que a união e a sensação de pertença podem ajudar a tranquilizar as pessoas as pessoas. E, tendo em conta as recomendações da OMS para o controlo da ansiedade, criámos vários canais de comunicação e momentos diferentes, para tentar chegar a todos os nossos colaboradores.

Para além disso, temos tido reuniões gerais de colaboradores, remotamente e de dois em dois dias, onde o CEO, Ricardo Parreira, nos dá um feedback transparente do ponto de situação. E as reuniões de equipa passaram a ser diárias, em modo remoto também, para que não se perdesse o contacto.

Está a resultar?

Algo melhor do que saber em primeira mão e em testemunho direto? Fomos ouvir os nossos colaboradores, para compreender como se sentem em todo este processo. Heis alguns dos testemunhos que nos deram:

WhatsApp Image 2020-03-20 at 12.39.55

Em trabalho remoto, consigo concentrar-me mais facilmente, sem as habituais distrações de um local de trabalho em open space. Para além disso, quebrar a rotina mexe, obviamente, com o nosso bem-estar. Procuro manter os meus hábitos diários: dizer bom dia à equipa e ouvir um podcast antes de começar a trabalhar são alguns deles.”

Diogo Ferreira
IMG_20200317_213828

Sinto, acima de tudo, falta dos meus colegas. Em termos de trabalho, como já grande parte do meu dia passava por ter reuniões remotamente, não se alterou grande coisa. No entanto, acabo por estar a poupar tempo e dinheiro nas decolações.”

Henrique Centeno
WhatsApp Image 2020-03-20 at 12.39.53

Gosto de, de repente, ter duas horas extra que poupo em deslocações e posso usar para fins bem mais produtivos. Estou a pôr as leituras em dia! Porém, sou uma pessoa que gosta de estar com pessoas – e sinto falta de estar com a equipa.

Miguel Cardoso
WhatsApp Image 2020-03-20 at 12.39.52 (1)

Posso trabalhar com roupa de domingo, e com o meu cão a aquecer-me os pés. O maior desafio, nos últimos dias, tem sido desligar do trabalho: dou por mim, e são 20h da noite. Por outro lado, estando em casa, estou mais tempo com a família e sobra-me tempo para fazer exercício. Nos dias mais aborrecidos, aprendo coisas novas: sabiam que um pacote de arroz tem 8523 bagos?”

Vitor Cavadas

Adoro trabalhar em casa, com os meus equipamentos de trabalho pessoais, com tempo para almoçar com a família e uma manta no colo. Não dispenso o meu galão de manhã, tal como fazia na PHC. Mas admito que sinto a falta de sair de casa, quando vejo o sol pela janela.”

Sara Matos 
WhatsApp Image 2020-03-20 at 12.46.09 (1)

A maior vantagem é mesmo o conforto de estar em casa, poder almoçar com a família e não perder tempo no trânsito. Por outro lado, conciliar a vida familiar, com uma bebé de dois aninhos, com a profissional não é tarefa fácil. Tenho trabalhado numa divisão específica da casa, mais resguardada do resto da família, para me focar.

Catarina Neves
WhatsApp Image 2020-03-20 at 12.49.38

Gosto de trabalhar em casa: estou mais produtiva, porque tenho mais foco e conforto. Para gerir bem o meu tempo, procuro definir bem as minhas tarefas logo pela manhã, para tentar compreender se não estou a deixar nada para trás. Mas já tenho saudades da equipa!”

Carolina Amaro
WhatsApp Image 2020-03-20 at 12.39.52

Adoro ter mais tempo com a família: mas esse também tem sido o maior desafio. Estar em casa a trabalhar com 2 crianças exige uma grande coordenação. Porém, tenho procurado manter algumas rotinas: apanhar um pouco de sol à janela, falar com os amigos. Sentir que estamos todos no mesmo “barco”.

Helga Carvalho
WhatsApp Image 2020-03-20 at 12.39.54 (1)

Em Suma

Todos temos saudades da rotina. Na verdade, neste momento, nada nos permite prever quando tudo voltará ao normal. Os nossos maiores conselhos, para quem se encontra na mesma situação?

  • Comunicar, comunicar, comunicar: Procurar manter todos os colaboradores informados é fundamental neste momento. De forma transparente e consciente, cientes do que estamos todos a viver.
  • O papel dos líderes: Estar disponível para ouvir os colaboradores, as suas preocupações e maiores dificuldades, fará a diferença, neste momento.
  • Apoiar, aprender e chegar mais longe: Porque superar esta situação, está na mão de todos.

É uma grande adaptação, mas tudo fazemos para manter a cultura que nos caracteriza. Neste momento, o escritório mudou, mas espírito continua o de sempre: cool but pro.