Descubra como se transforma uma empresa numa fábrica de líderes

Uma empresa forma quadros. Com uma cultura de liderança forma líderes de excelência.

São muitas as empresas que lutam contra a dificuldade em encontrar os líderes ideais, deitando fora algumas oportunidades de desenvolvimento por não terem a pessoa certa para levar determinado projeto a bom porto naquele momento.

Mas será que há mesmo falta de líderes nas empresas? Há. Infelizmente, há. Mas não é pelas razões que imagina.

O gestor médio tem a tendência de olhar para fora. Procura um “salvador” num mercado altamente competitivo e ágil. Opta, muitas vezes, por digladiar-se na busca do líder que acha ideal para determinada função e pagar muitas vezes a peso de ouro por esse profissional, em vez de fazer algo muito mais elementar: transformar os quadros da sua empresa em líderes de excelência.

É isso que tentamos fazer na PHC, transformar e formar as competências de liderança para que os nossos quadros sejam a nossa “pessoa ideal”. Esta é a cultura em que acreditamos.

Acreditamos que quando uma empresa investe na formação dos colaboradores internos, diminui a sua dependência em procurar profissionais no mercado para preencher lugares em funções estratégicas. Acreditamos que as pessoas são mais felizes e dão o seu melhor quando se sentem valorizadas e têm a oportunidade de crescer profissionalmente. É isto a fábrica de líderes: uma empresa que percebe a importância da formação interna, que sabe gerir de forma eficaz o crescimento profissional dos seus quadros e entende que formar líderes dentro da própria empresa é formar uma cultura de empresa. É ter um DNA próprio.

Um colaborador interno partilha da cultura da empresa. Encaixa-se nos processos, conhece as pessoas, o negócio, e pode, se devidamente estimulado e acompanhado, ser o líder que as organizações tanto procuram.

Mas para que uma empresa seja uma verdadeira fábrica de líderes, há um elemento estrutural que tem de fazer parte do seu ser: uma cultura de liderança. Só com esta visão uma empresa será capaz de estimular o potencial dos seus colaboradores e dar-lhes a liberdade para assumirem as rédeas de projetos e departamentos.

Esta cultura é essencial. E há três coisas que as empresas que a têm fazem muito bem:

Em primeiro lugar, incentivam que todos os colaboradores assumam responsabilidades na condução da empresa, mesmo que os seus cargos não estejam diretamente relacionados com a gestão. Todos são líderes potenciais.

Segundo, têm líderes que se preocupam em formar futuras chefias, que sejam capazes de assumir funções e tomar decisões acertadas na sua ausência.

Por fim, as empresas com uma cultura de liderança constroem um caminho sustentado e não se precipitam neste processo. Sabem que formar novos líderes – capazes, maduros e verdadeiramente preparados – pode demorar alguns anos. Pode parecer muito tempo, numa era em que a rapidez é a palavra de ordem de qualquer negócio.

 

E o que é uma fábrica de líderes?

É uma empresa que trabalha e valoriza o potencial interno.

É uma empresa que quer liderar fazendo bem. E fazer bem é dar oportunidade aos seus colaboradores de crescer nesta cultura de liderança.

 

Veja também…