“É fundamental trabalharmos a nossa liderança”

O Rui é responsável pelas equipas comerciais internacionais da PHC. É o 3º convidado do nosso podcast, onde nos fala sobre a importância de trabalhar a liderança e sobre o que é, afinal, ser um PHC.

Falar com o Rui Passinhas, nosso Regional Sales Manager, faz-nos relembrar o momento em que cada um de nós decidiu que queria ser um PHC. Trabalha na PHC há quatro anos, e diz que estes serviram, acima de tudo, para reforçar todas as expectativas que já tinha sobre a empresa.

Responsável pelas nossas equipas comerciais internacionais, é um líder nato e um ávido defensor da importância de estudar cada vez mais, para conseguir elevar a sua liderança. Não recusa um bom desafio, e não suporta comodismos. E neste episódio, até nos fez um incrível pitch sobre tudo o que tu estás a perder por ainda não trabalhares aqui.

O Rui Passinhas é o terceiro convidado do nosso Podcast Living @ PHC. Fala-nos dos desafios inerentes a liderar equipas remotamente aquando do período de pandemia, da sua visão de liderança e do quanto tem orgulho em trabalhar na PHC. Para ouvir, aqui:

Também disponível no Spotify, aqui.

“Na PHC já adoptávamos momentos de remote work regularmente. Porém, os últimos meses foram desafiantes, e obrigaram-me a encontrar diferentes estratégias para estar mais próximo da minha equipa.”

Este foi o primeiro dos episódios do podcast gravados aquando do novo modelo híbrido de trabalho da PHC, em que passamos quatro dias em trabalho remoto e um num escritório. O Rui estava bastante entusiasmado com o facto de estar de volta, contando-nos que “(…) depois de tantos meses em casa, sentir este pulsar do escritório é muito bom.”

Responsável por equipas comerciais internacionais, localizadas no Perú, Moçambique e Espanha (três países muito afetados pela pandemia), o dia-a-dia do Rui envolvia viagens regulares para estes países. Explicou-nos que o trabalho que era feito à distância se materializava quando estava fisicamente com as equipas. Face à pandemia de Covid-19, isto deixou de ser possível.

“Temos este lema descontraídos mas pro, queremos fazer as coisas muito bem, mas temos de ter uma preocupação muito humana com as pessoas. Tanto elas como as suas famílias estiveram em risco. E isso era prioritário.”

Quando Portugal entrou em confinamento, o Rui estava no Perú, em trabalho.Teve poucas horas para, junto da empresa, encontrar uma solução para conseguir regressar rapidamente a Portugal, antes que as fronteiras fossem fechadas. Parte da ansiedade desse momento ajudou-o a compreender o impacto do que estaríamos prestes a viver.

O Rui contou-nos por isso que a sua liderança mudou muito depois da pandemia. Teve de dar um grande apoio emocional às equipas, e de elevar a sua liderança. Para isso estudou muito, absorveu informação partilhada interna e externamente pela PHC, e acredita que evoluiu graças a isso: enquanto líder e enquanto pessoa.

“Não basta dizer que somos líderes: temos de trabalhar a nossa liderança todos os dias.”

working in the office with a pc
working in the office

“Tudo o que dizemos que somos e que fazemos é efetivamente verdade. (…) Não há nada mais fantástico do que estarmos exatamente no sítio onde queremos estar.”

O Rui candidatou-se duas vezes à PHC, antes de conseguir juntar-se à equipa. Explicou-nos que sempre quis fazer mais e melhor, e que sabia que era na PHC que queria começar um novo desafio. Começou como Account Manager em Portugal e, o ano passado, foi promovido a Regional Sales Manager, para as equipas comerciais internacionais da PHC.

Reconhece o incrível espírito de equipa que existe, a entreajuda e a forma como se vive os valores da empresa. Ficou tentado a concorrer por causa do vídeo de recrutamento, e diz que quando conseguiu entrar na empresa percebeu que tudo o que prometiam que a PHC era, é verdade.

“Temos um slogan na PHC: #TrueYou. Tenho a sorte de poder ser na PHC o mesmo Rui que sou em casa, com a família e com os amigos.”

working in the office