Grupo 2045

Depois de adquirir o PHC Advanced CS, a empresa de segurança passou a ter os dados de todos os departamentos centralizados num único repositório, baixou os custos e conseguiu um melhor controlo do negócio.

Fundado em 1990 por dois ex-comandos, o Coronel Jaime Neves e o Capitão Sousa Gonçalves, o Grupo 2045 presta os mais variados serviços de segurança há mais de 20 anos, desde vigilância a estádios de futebol e a grandes áreas comerciais, a segurança pessoal e de casas.

A empresa é certificada por várias organizações, incluído a Autoridade Nacional de Segurança, e opera em todo o território continental, com um efetivo de mais de três mil vigilantes. O Grupo registou um crescimento muito grande nos últimos anos e verificou que necessitava de um maior controlo da informação. Estava na altura de apostar na tecnologia.

Solução escolhida

Paula Pereira, do Grupo 2045, revelou que a empresa “não tinha um controlo total da informação, pois os dados estavam dispersos nos mais variados departamentos, e não existia uma interligação entre eles”. A decisão da administração passava pela aposta numa tecnologia capaz de interligar ao máximo, ao menor custo e com a maior rapidez possíveis, todos os processos internos da empresa. “Havia também a obrigatoriedade de ter uma solução adaptada à realidade do Grupo, o qual vende horas”, referiu. Depois de se reunirem com a OCR, empresa responsável pelo projeto, os responsáveis da empresa chegaram à conclusão que a solução ideal para o Grupo 2045 era o PHC Advanced CS com os módulos PHC Gestão CS, PHC ControlDoc CS, PHC Suporte CS, PHC CRM CS, PHC Contabilidade CS, PHC Pessoal CS, PHC Formação CS e PHC Conector CS.

Findo o projeto, as soluções da PHC permitiram reunir toda a informação numa única plataforma, e todos os departamentos que estavam dispersos, passaram a comunicar num todo, com os dados a ficarem todos centralizados no PHC.

Benefícios do projecto

“A informação passou a estar disponível em tempo real e passámos a executar as tarefas de uma forma mais rápida”, sublinha Paula Pereira. “Todos os colaboradores, em todos os departamentos, passaram a ter acesso à mesma informação, o que é muito importante numa empresa, e passaram também a ser mais criativos”, continuou.

A responsável do Grupo 2045 revela ainda que esta implementação “deu à empresa a capacidade de cruzar análises nos vários departamentos e minimizou, sem dúvida, os gastos do Grupo, permitindo ter um negócio muito mais controlado”.

Dezembro 2013