Fixe em Casa

PHC ajuda a entregar peixe ao domicílio

A dificuldade em encontrar peixe fresco de qualidade levou Miguel Zegre e Manuel Cardoso a criarem em Sesimbra, no ano de 2006, a empresa Fixe em Casa Lda., também conhecida por Peixe Fresco.

 

A ideia principal passava por aproximar o pescador do consumidor final, recolhendo o peixe fresco na lota de Sesimbra e entregando-o ao domicílio, com a melhor garantia de qualidade e frescura. O negócio é feito via loja virtual, através de um processo simples: as encomendas são feitas via Internet no site www.peixefresco.com.pt e são registadas até quinta-feira às 17:00, altura em que os responsáveis da Fixe em Casa falam directamente com os pescadores e compram o peixe que o cliente pediu, de entre uma variedade de cerca de 30 qualidades diferentes, desde garoupa, tamboril, polvo e robalo, entre outros.

A necessidade de abordar novos mercados, nomeadamente o mercado gourmet, fez com que a empresa procurasse uma solução que agilizasse as áreas financeira e de logística.

Solução escolhida

O objectivo era implementar uma aplicação que, além de fazer facturação, tivesse elasticidade suficiente para criar códigos de barras específicos do negócio, com inclusão de peso ou preço na codificação. “Tendo em conta a especificidade do negócio da Fixe em Casa, eram necessários uma solução e um Parceiro capazes de acompanhar a inovação permanente da nossa empresa”, explicou Miguel Zegre, sócio gerente da Fixe em Casa.

Para responder a estas necessidades, a empresa implementou a solução PHC Corporate CS, com o módulo PHC Gestão.

Após uma primeira fase de implementação, a Computer One, Parceiro integrador encarregue do projecto, ligou o Software PHC a uma balança de secção, que tem a capacidade de imprimir as etiquetas, enquanto o Software PHC incorpora as vendas registadas na balança na sua facturação, ultrapassando assim o incómodo do processo e possibilidade de erro inerente ao lançamento manual dos dados registados na balança.

Benefícios do projecto
Com a solução da PHC em produtivo, a Fixe em Casa deixou de imprimir etiquetas a partir do Software PHC, passando a balança de secção a fazê-lo, criando para cada venda uma etiqueta com código de barras que a identifica. A etiqueta é posteriormente lida no Software PHC, identificando a venda da balança lançada no software de gestão, sendo posteriormente apenas necessário identificar o cliente e imprimir a factura.

Com a solução da PHC, a empresa conseguiu uma maior rapidez e eficácia, com redução imediata de possibilidade de erro. De acordo com Miguel Zegre, este projecto fez com que a Fixe em Casa “ficasse mais competitiva, a prestar um melhor serviço ao cliente e a entrar em áreas de negócio onde anteriormente não estava presente, tendo inclusive criado uma nova área de negócio denominada «o melhor peixe do mundo»”.

Julho 2012

Related Posts