FIPAG

Com o PHC Advanced CS, a FIPAG conseguiu agilizar o seu funcionamento e capturar as leituras dos contadores de cada cliente em suporte informático, reduzindo a intervenção humana no processo de faturação dos consumos mensais.

Com PHC Advanced CS, a FIPAG, empresa de gestão e inovação no abastecimento de água em Moçambique, conseguiu agilizar o seu funcionamento e capturar as leituras dos contadores de cada cliente em suporte informático, reduzindo toda a intervenção humana no processo de faturação dos consumos mensais.

O Fundo de Investimento e Património do Abastecimento de Água (FIPAG) é responsável pela Gestão do Investimento Público no sistema de abastecimento de Água e pela gestão de diversas empresas espalhadas por todo o território moçambicano. Ao longo dos últimos anos, pela sua capacidade de investimento e capacidade de formação de quadros, tornou-se uma instituição de referência na gestão e inovação no abastecimento de água às populações.

O crescimento deste fundo fez com que tivesse a necessidade de adotar uma ferramenta de gestão que agilizasse todo o seu funcionamento e que permitisse a captação das leituras dos contadores de cada cliente em suporte informático. O objetivo era simples: reduzir a intervenção humana no processo de faturação dos consumos mensais.

Solução escolhida

“Queríamos uma solução leve, robusta e simultaneamente bastante fácil de utilizar”, revelou Filipe Sigaúque, diretor Comercial do FIPAG Regional Sul. A empresa optou pela implementação do PHC Advanced CS, com os módulos PHC Gestão, PHC Serviços, PHC Contabilidade e PHC Pessoal, em 14 empresas de abastecimento, distribuídas por um igual número de cidades.

Benefícios do projecto

Com o Software PHC em funcionamento, a empresa passou a conseguir identificar o consumidor através de uma listagem previamente carregada no equipamento portátil, ou pela simples leitura de um código de barras colocado na residência do consumidor. “Ao operador, é apenas necessário digitar o consumo registado no contador ou escolher de uma lista de motivos para não poder efetuar a leitura”, revelou Filipe Sigaúque, diretor Comercial do FIPAG Regional Sul.

No sistema portátil, continuou o mesmo responsável, o operador pode ainda “verificar quais os consumidores ainda não visitados por ordem geográfica e registar eventuais ligações ilegais”.

Todas as leituras registadas são posteriormente importadas pelo PHC Advanced CS, que procede à sua análise de coerência e posterior cálculo e emissão da faturação mensal a cada cliente.

Abril 2013

 

Related Posts