Beltrão Coelho

Beltrão Coelho liberta-se de Outsourcing com Software PHC

A Beltrão Coelho iniciou a sua actividade comercial com a venda de equipamentos fotográficos, tendo sido pioneira na introdução da fotografia instantânea Polaroid no nosso país. Ao longo dos anos foi expandido a sua actividade a outras áreas de negócio, entre as quais, equipamentos de escritório, electrónica de consumo, equipamentos para ponto de venda, informática e audiovisuais. Neste momento, a companhia sentiu necessidade de desenvolver um departamento interno de modo a cortar custos desnecessários ao mesmo tempo que desenvolve uma melhor política interna.

 

Solução escolhida

Com um olhar sobre o panorama económico nacional, o Grupo optou por investir na contenção de custos e procurou uma solução que o libertasse do recurso ao outsourcing. A solução mais adequada foi o PHC Advanced, com o módulo PHC Pessoal, que permite processar os ordenados de uma forma bastante rápida e simples e gerir o registo individual de todos os funcionários com a possibilidade de impressão, entre outras opções.

Como tal, procurou junto da ATKS uma solução potente para o processamento de salários e encontrou no Software PHC a resposta – potente e adaptado às necessidades da empresa.

 

A escolha do implementador

Após uma intensa pesquisa de mercado “optámos pela solução proposta pela ATKS, o PHC, porque era a que melhor se ajustava às nossas necessidades, sendo a mais completa e potente” indica Rui Pisco da Beltrão Coelho.

A ATKS foi a empresa que implementou a solução, alocando a este projecto dois técnicos, que além da instalação ficam também responsáveis pela formação.

 

Benefícios do projecto

Desde o início da sua actividade que a Beltrão Coelho desenvolve políticas internas de modo a evitar o descontentamento por parte dos seus Recursos Internos, nomeadamente com o pagamento dos salários atempadamente, que foi sempre uma preocupação da empresa. Por este motivo e porque a organização da altura não tinha capacidade para dar uma resposta eficaz, ficou definido que iriam recorrer a uma empresa externa. No entanto, e feitas as contas, o Grupo decidiu investir num software que colmatasse esta carência interna de modo a poder responder com maior exactidão e com menor percentagem de falhas. Agora apoia o processamento de salários no Software PHC e “conseguiu uma redução de custos e a possibilidade de corrigir dados rapidamente”, indicou Rui Pisco. A adaptação à solução “foi extremamente rápida pois é muito fácil de manusear em todos os aspectos”, continuou. “Foi necessário muito pouco tempo de formação, apenas o suficiente para se ter uma visão geral do seu funcionamento” comentou.

Neste momento a solução está inteiramente adaptada às necessidades da empresa, no entanto, aponta Rui Pisco, “equacionamos a adição do módulo PHC Recursos Humanos”.

 

Related Posts